MNE recebe com "caloroso entusiasmo" nomeação

O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) saudou hoje "com caloroso entusiasmo" a nomeação do bispo do Porto, Manuel Clemente, para patriarca de Lisboa, segundo um comunicado enviado à agência Lusa.

A nomeação, pelo papa Francisco, de Manuel Clemente para novo Patriarca de Lisboa, "é recebida com o caloroso entusiasmo que merece a personalidade do atual Bispo do Porto", sublinha o comunicado do ministério.

O documento destaca que o Governo manifesta ao futuro patriarca de Lisboa "o interesse e o desejo de cooperação, nos termos constitucionais e concordatários, ao serviço do bem-comum dos portugueses".

O Ministério dos Negócios Estrangeiros distingue Manuel Clemente como sendo "reconhecidamente um homem de fé, cultura e sensibilidade social" e "um inspirado intérprete do tempo presente", com profundos conhecimentos da história da Igreja portuguesa.

"Para a sociedade portuguesa, independentemente da atitude perante a fé, D. Manuel é uma voz presente e atuante - tanto sobre as grandes questões do nosso tempo como sobre cada um dos problemas dos nossos dias", lê-se no comunicado.

A José Policarpo, cuja renúncia por limite de idade foi confirmada pelo Papa Francisco, o Governo "não quer deixar de agradecer e reconhecer a permanente disponibilidade" que o cessante Cardeal Patriarca teve para a cooperação com o Estado português, além do "papel que desempenhou na construção humana, pastoral e social" em Portugal e, em especial, na Diocese de Lisboa.

O atual bispo do Porto, Manuel Clemente, de 64 anos, foi hoje nomeado patriarca de Lisboa, sucedendo no cargo a José Policarpo, resignatário desde 2011, quando completou 75 anos, segundo os serviços de comunicação da Santa Sé (Vaticano).

O novo patriarca assume funções a partir de 7 de julho.

Mais Notícias