Ministro ouviu queixas do presidente da Câmara

O ministro da Administração Interna ouviu hoje as queixas do presidente da Câmara de Arouca, o socialista Artur Neves, sobre o atraso na construção da via estruturante Arouca-Feira, várias vezes prometida pelo Governo, mas suspensa desde Dezembro.

"Esta via já não devia estar em falta, caso o governo cumprisse as sucessivas promessas aqui assumidas ao mais alto nível", afirmou o autarca, durante a inauguração do novo posto da GNR em Arouca, lembrando que o primeiro-ministro, José Sócrates, garantiu em 2009 que a via estruturante seria construída em regime de concessão e que o concurso público seria lançado até Junho de 2010.

Segundo Artur Neves, a obra voltou a ser adiada com o PEC I, mas o autarca sublinha que o défice e a crise da divida soberana não poderão constituir uma justificação para o adiamento desta via se o Governo "continuar a insistir em grandes obras públicas de duvidosa importância e necessidade para o País".

"Nunca aceitaremos que se construam TGV enquanto existirem, no país, municípios com estradas cujas geometrias de traçado têm mais de 80 anos como é o caso das nossas", declarou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG