Ministério muda diretor da luta contra a SIDA

Diretor do Programa Nacional para a Infeção VIH/Sida e Tuberculose, António Diniz. foi substituído pelo médico Kamal Mansinho, diretor do Serviço de Doenças Infeciosas do Hospital de Egas Moniz

O ministério da Saúde decidiu substituir o diretor do Programa Nacional para a Infeção VIH/Sida e Tuberculose, António Diniz, substituindo-o pelo médico Kamal Mansinho, diretor do Serviço de Doenças Infeciosas do Hospital de Egas Moniz, do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, que acumulará esta função com o cargo de diretor para a área das hepatites virais. O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, justificou a decisão com a necessidade de renovar a estratégica portuguesa contra o VIH.

"O Doutor Kamal Mansinho tem o conhecimento técnico e científico, muita credibilidade na área e um grande enfoque nas questões da prevenção, que queremos privilegiar", explicou Fernando Araújo ao Expresso.

No despacho que nomeou Kamal Mansinho, assinado pelo diretor-geral de Saúde, Francisco Georde, foram ainda nomeados Emília Nunes como diretora para a área da Prevenção e Controlo do Tabagismo; António Graça como diretor para a área da Promoção da Alimentação Saudável; Pedro Teixeira como diretor para a área da Promoção da Atividade Física; Maria Valadas como diretora para a área da Diabetes; Rui Ferreira como diretor para a área das Doenças Cérebro-cardiovasculares; e Cristina Caetano como diretora para a área das Doenças Respiratórias.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG