Mau tempo provoca queda de 11 árvores em Portalegre

O mau tempo que assola hoje o distrito de Portalegre, com chuva e vento forte, provocou 11 quedas de árvores em vários concelhos, uma pequena inundação numa via e o deslizamento de um muro, informaram os bombeiros.

"Todas estas situações ocorreram entre as 09:00 e as 10:00", altura em que "choveu muito e havia vento forte", revelou à agência Lusa o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre.

Segundo a mesma fonte, a situação meteorológica, entretanto, "já melhorou", não tendo estas ocorrências, que estão a ser resolvidas pelos bombeiros, provocado danos materiais ou pessoais.

As quedas de árvores foram registadas em diversos concelhos, com Gavião a ser o mais afetado (três árvores), seguindo-se os de Castelo de Vide, Nisa e Crato, com duas em cada.

Os bombeiros foram mobilizados também para resolver uma queda de árvore em Campo Maior e outra em Marvão, precisou o CDOS.

A "pequena inundação" aconteceu "numa rua em Fortios", no concelho de Portalegre, enquanto o deslizamento de um muro verificou-se em Alter do Chão.

"Foi um muro que caiu junto à estrada entre Alter do Chão e Fronteira", referiu o CDOS de Portalegre.

Em média, para cada uma destas ocorrências no distrito de Portalegre, acrescentou a fonte, foram mobilizados cinco bombeiros, apoiados por uma ambulância.

Também no Alentejo, mas no distrito de Évora, por volta das 09:30, foi registada uma queda de árvore em Montemor-o-Novo, junto à Estrada Regional 2, entre aquela cidade e Escoural.

"A árvore está a obstruir parcialmente a via, mas a situação deve estar resolvida brevemente porque os bombeiros já foram mobilizados para o local", afiançou o CDOS de Évora, contactado pela Lusa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG