Marques Júnior: "Houve uso indevido de meios das secretas"

Marques Júnior, presidente do Conselho de Fiscalização do Sistema de Informações da República, admitiu hoje ter existido fuga de informação no SIED (Serviço de Informações Estratégicas de Defesa).

Aos jornalistas, e após ter falado na Comissão de Assuntos Constitucinais, na Assembleia da República, Marques Júnior admitiu a "utilização indevida dos meios dos Serviços Secretos".Este responsável adiantou, no entanto que a fuga de informação foi detectada pelos próprios serviços, o que demonstra que a sua eficácia. Afirmou ainda que essa utilização não terá colocado em causa o funcionamento do Estado.Agora, é preciso esperar pelas conclusões do inquérito pedido pelo primeiro ministro, Pedro Passos Coelho.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG