Marisa envia pêsames à família socialista pela morte de Almeida Santos

Candidata à Presidência da República sublinha "perda" e "dia triste" para a democracia portuguesa

Marisa Matias reagiu esta terça-feira à notícia da morte do fundador e presidente honorário do PS António Almeida Santos, dizendo tratar-se de "um dia triste para a democracia em Portugal".

A candidata à Presidência da República falava à margem de uma visita ao Tribunal de Loures de onde envio os seus "pêsames à família socialista, ao PS".

Questionada pelos jornalistas sobre se iria suspender as ações de campanha marcadas para esta terça-feira - a visita ao Tribunal de Loures era a única iniciativa se se excluir o debate desta noite na RTP com os restantes nove candidatos -, a bloquistas respondeu: "Tentarei passar no momento em que tenha disponível para pessoalmente cumprimentar e tentar deixar aquilo que acabei de dizer, uma manifestação por uma perda para a democracia portuguesa."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG