Mais longa permanência consular portuguesa abre na Austrália

Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas participa no arranque da iniciativa que obriga a percorrer 8000 mil quilómetros.

Portugal inaugura segunda-feira, na Austrália, a mais longa das suas permanências consulares para apoiar os emigrantes residentes na zona de Perth.

A iniciativa tem a presença do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e envolve a deslocação de elementos do Consulado Geral de Portugal em Sidney entre amanhã e sexta-feira, disse o gabinete do governante ao DN.

As duas cidades australianas distam cerca de 4000 quilómetros entre si, pelo que o percurso de ida e volta a torna na mais longa das existentes na rede consular portuguesa.

A permanência consular ficará nas instalações do Clube Português da Austrália Ocidental, em Freemantle (Perth), onde José Luís Carneiro estará acompanhado pelos representantes diplomáticos do país na Austrália e pelo presidente do Instituto Camões, embaixador Luís Faro Ramos.

As permanências consulares foram criadas pelo governo PSD/CDS como forma de compensar o fecho de consulados durante o período de assistência financeira externa, visando dar apoio aos emigrantes portugueses que residem em áreas distantes dos respetivos consulados.

Impossibilitados de percorrer grandes distâncias, esses portugueses conseguem assim ter um atendimento descentralizado que lhes permite obter documentos de identidade ou, por exemplo, realizar atos de registo civil (nascimentos, processos de casamento).

Há cerca de 55 mil portugueses a residir na Austrália e cerca de 1500 na Nova Zelândia, dois países que José Luís Carneiro está a visitar desde o dia 4 deste mês.

Mais Notícias