MAI desvia 6 milhões do combate a fogos para a PSP

A PSP vai receber uma "injecção" financeira de seis milhões de euros para fazer face a despesas urgentes de funcionamento. A verba foi "desviada" do orçamento, cativado, da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) e estaria destinada ao combate aos incêndios florestais.

A decisão de Rui Pereira, recebida com enorme satisfação na PSP, está, no entanto, a causar um enorme mal-estar na GNR e na Protecção Civil, que este ano viu o seu orçamento de combate a incêndios reduzido em 23 por cento e uma diminuição de 15 meios aéreos.

Ontem o Ministro deslocou-se ao quartel do Carmo, para um almoço de despedida, e foi confrontado pelo comandante-geral da GNR, General Newton Parreira, que lhe transmitiu o desagrado pela decisão.

Ver mais pormenores no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG