Mãe de Maddie em Lisboa no julgamento de Gonçalo Amaral

Kate McCann, a mãe de Maddie, a menina britânica desaparecida em 2007 em Portugal, está em Lisboa para assistir ao início do processo por difamação de Gonçalo Amaral, o inspetor encarregue da investigação e autor de um livro sobre o caso, afirmaram vários media britânicos e a AFP.

O casal McCann, que sempre se afirmou convencido que a sua filha foi raptada, exige 1,2 milhões de euros a Gonçalo Amaral, que publicou o livro 'A Verdade da Mentira', no qual defende a tese da morte acidental da menina e o envolvimento dos pais.

"Kate e Gerry McCann estão muito confiantes quanto ao processo", afirmou o porta-voz do casal, Clarence Mitchell.

Madeleine McCann desapareceu a 3 de maio de 2007, dias antes do que quarto aniversário, quando dormia no seu quarto num complexo turístico da praia da Luz no Algarve.

Em setembro de 2007, Kate e Gerry McCann foram constituídos arguidos, suspeitos por Gonçalo Amaral, então responsável pela investigação, de terem dissimulado o cadáver da filha após uma morte acidental da menina. Desde então foram ilibados e a investigação foi arquivada pela polícia portuguesa.

O casal pedira em vão a impugnação do livro de Gonçalo Amaral. E desde início de agosto, a polícia portuguesa começou a colaborar com a britânica, que reabriu a investigação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG