Madeira: Ministério Público abre inquérito

"O Ministério Público decidiu instaurar inquérito", disse fonte da PGR

O Ministério Público instaurou um inquérito na sequência da morte de 13 pessoas na freguesia do Monte, arredores do Funchal, Madeira, devido à queda de uma árvore, disse hoje à Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República.

"O Ministério Público decidiu instaurar inquérito", disse fonte da PGR, em resposta escrita enviada à Lusa.

A queda da árvore fez 13 mortos e 50 feridos, segundo o comunicado do Conselho de Governo regional em que se decretam três dias de luto. Horas antes, as autoridades tinham confirmado 12 vítimas mortais, em conferência de imprensa.

"Considerando os trágicos acontecimentos ocorridos hoje na freguesia do Monte, no concelho do Funchal, do qual resultaram 13 vítimas mortais e 50 feridos", o Conselho do Governo, reunido em plenário, deliberou "decretar luto regional nos dias 16, 17 e 18 de agosto".

A árvore caiu passaria pouco do meio-dia desta terça-feira. Tratar-se-á de um carvalho com cerca de 200 anos, que caiu pela raiz sobre a multidão que aguardava a saída da procissão da igreja.

No ano passado, as festividades de caráter mais profano deste arraial foram canceladas devido aos incêndios que afetaram o Funchal na segunda semana de agosto.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG