Júdice critica declarações de Marinho Pinto

O ex-bastonário José Miguel Júdice considera que as declarações sobre a ministra da Justiça proferidas, ontem à noite, por Marinho Pinto, na SIC Notícias, "ultrapassaram todos os limiares da boa educação" e que o objetivo do atual bastonário é "visibilidade" pessoal.

Durante o programa "Conversas Improváveis", da SIC Notícias, o Bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho Pinto, disse que a ministra Paula Teixeira da Cruz era "uma barata tonta", uma "traiçoeira, em quem não se pode confiar".

O bastonário acusou ainda a governante de não saber "o que faz" e disse que o poder lhe [à ministra] "subiu à cabeça".

Em declarações à agência Lusa, o ex-bastonário José Miguel Júdice considerou hoje que "a última coisa que um homem deve perder é a boa educação". O ex-bastonário sublinhou não ter ouvido as declarações de Marinho Pinto - realçando que as opiniões do atual bastonário lhe são "indiferentes" - mas disse que acabou por lê-las na imprensa: "Não ouço o que ele diz porque não me interessa nada".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG