Jovem doente psíquico suspeito de incendiar bairro

Jovem com problemas psíquicos é suspeito de estar na origem do incêndio no bairro Horta da Areia.

Encontra-se nas instalações da PSP por "questões de segurança" de forma a evitar problemas com os moradores desalojados, e será levado hoje para o sector da Psiquiatria do Hospital de Faro. Disse à polícia que estava a confecionar "sopa", depois referiu "feijoada" e indicou haver na sua habitação uma "garrafa de gaz rota". Pelo meio, teria ido à casa de banho quando ocorreu a explosão.

Um jovem com mais de 20 anos, que sofre de problemas psíquicos, encontra-se à guarda da Polícia de Segurança Pública (PSP), em Faro, sendo o considerado suspeito de estar na origem do incêndio, na segunda-feira, cerca das 21.20 horas, no Bairro Horta da Areia, naquela cidade, do qual resultaram nove desalojados em quatro habitações construídas em material precário, disse ao DN fonte do Comando Distrital da PSP.

Inicialmente, o rapaz confessou às autoridades que estava a confecionar "sopa", em seguida disse tratar-se de "feijoada", quando sentiu necessidade de "ir à casa de banho". Ao regressar à cozinha, terá deparado com a explosão, a qual relacionou com uma "botija de gaz rota", situação que até surpreendeu a polícia, que não acreditará na versão apresentada. Por "questões de segurança", de forma a evitar problemas com os vizinhos agora desalojados e sem os bens que se encontravam nas habitações destruídas, o suspeito permanece nas instalações da PSP, devendo ser, nesta terça-feira, levado para o Hospital de Faro. As autoridades estão a tentar o internamento do jovem no sector da psiquiatria. Há muito tempo referenciado pela polícia, é considerado inimputável. Já furtou e conduziu um carro dos bombeiros, entre vários episódios conhecidos devido a problemas psíquicos. O caso vai transitar para a alçada da Polícia Judiciária.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG