José Sócrates critica Cavaco Silva e pede um Presidente imparcial

O antigo primeiro-ministro aproveitou a ida às urnas para voltar a atacar o presidente da República

Depois de depositar o seu voto na urna, pouco antes das 12h30, em Lisboa, José Sócrates voltou a criticar Cavaco Silva.

"Venho exercer o direito de voto com a legítima expetativa de que esta eleição traga algo fundamental, a imparcialidade, que tem faltado nos últimos anos ao nosso país, um presidente que possa ser um árbitro do sistema", afirmou o antigo primeiro-ministro.

"Espero que as pessoas venham votar, porque esta eleição vai dizer qual o próximo presidente e o que as pessoas pensam desta campanha", acrescentou, repetindo que espera que eleição "devolva a característica mais importante de um presidente, a sua imparcialidade".

O antigo primeiro-ministro não especificou qual candidato poderia ter essa característica. "Não seria correto dizer em quem votei ou qual seria mais adequado, mas teremos tempo para falar sobre isso, daqui a uns dias talvez possa dizer".

Nos últimos anos, as críticas de José Sócrates a Cavaco Silva têm sido uma constante.

Na primeira entrevista que deu depois de ter saído do Governo, à RTP, em março de 2013, Sócrates acusou Cavaco Silva de ser "patrono" do governo de então, liderado por Pedro Passos Coelho.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG