Jorge Ortiga destaca "perspicácia intelectual" de Manuel Cemente

O arcebispo primaz de Braga, Jorge Ortiga, classificou hoje Manuel Clemente como um homem com uma "perspicácia intelectual" que vai permitir uma verdadeira leitura dos sinais dos tempos, a propósito da nomeação para o patriarcado de Lisboa.

"Reconheço em D. Manuel Clemente as qualidades humanas e cristãs para conduzir o Povo de Deus numa parcela que ele muito bem conhece. Como homem da cultura, conseguirá estabelecer as pontes necessárias com todas as correntes de pensamento, sem deixar de sublinhar a originalidade cristã", declarou Jorge Ortiga, segundo uma nota publicada no site da Arquidiocese de Braga.

Além destas qualidades, o arcebispo aponta ainda a "perspicácia intelectual" que, considera, permitirá "uma verdadeira leitura dos 'sinais dos tempos'".

Também a União das Misericórdias de Portugal já reagiu à nomeação do bispo do Porto para o patriarcado de Lisboa, manifestando, em comunicado, o seu "enorme regozijo".

As misericórdias consideraram ainda que a personalidade e percurso de Manuel Clemente darão "um reforço da visibilidade e eficácia pública" do papel da Igreja perante a crise que se vive em Portugal.

O atual bispo do Porto, Manuel Clemente, de 64 anos, foi hoje nomeado patriarca de Lisboa, sucedendo no cargo a José Policarpo, resignatário desde 2011, quando completou 75 anos, segundo os serviços de comunicação da Santa Sé (Vaticano).

O novo patriarca assume funções a partir de 7 de julho.

Mais Notícias