Incerteza até ao fim para 75 mil alunos que vão a exame

Só às 09.15 os alunos têm a certeza se são chamados para fazer a prova ou mandados para casa. É a primeira vez que uma greve dos professores aos exames avança, no meio de grande tensão com o Governo.

"Amanhã [hoje] há exame." A garantia foi dada ontem à noite pelo ministro Nuno Crato, em entrevista à SIC. Resta saber para quantos alunos. O sistema está montado, as escolas têm tudo preparado, mas ninguém faz prognósticos: nem o ministro, nem os diretores, nem os sindicatos, apesar de apelarem a uma grande adesão à greve. Às 09.15, os alunos logo veem se são chamados para fazer a prova de Português do 12.º ano... ou mandados para casa. Uma coisa é certa: vão entrar em escolas onde o ambiente é de guerra e hoje é uma espécie de Dia D para os dois lados. Da adesão à greve e do número de provas realizadas depende a força negocial para a próxima ronda.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG