Homem morreu depois de ter comido cogumelos venenosos

Um homem morreu hoje, em Vila Real, devido a uma eventual ingestão de cogumelos venenosos, estando os seus pais internados em estado considerado crítico no hospital local, disse fonte hospitalar.

As três pessoas, pais e filho, deram entrada na terça-feira na unidade de Vila Real do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), apresentando um quadro de disfunção hepática aguda, por alegadamente terem ingerido cogumelos do género (amanita-phalloides).

De acordo com fonte hospitalar, a "situação global dos doentes foi considerada crítica, com admissão em cuidados intensivos, com programa de tratamento que contou com a colaboração da Unidade de Hepatologia do Hospital Geral de Santo António".

Um dos pacientes, o filho de 42 anos, acabou por falecer, enquanto os pais "estão em estado crítico com prognóstico muito reservado". Esta família vive em Parada de Cunhos, junto à cidade de Vila Real.

Duarte Marques, da Aguiarfloresta - Associação Florestal e Ambiental de Vila Pouca de Aguiar, disse à agência Lusa que este foi "o primeiro caso do género" conhecido este ano na região de Vila Real, mas, segundo salientou, praticamente todos os são conhecidas situações como esta.

O responsável explicou que o cogumelo amanita-phalloides é dos mais tóxicos e também um dos que mais confusões gera, porque possui cores muito comuns com outros fungos comestíveis.

Este cogumelo venenoso possui um chapéu côncavo, de cor amarelada esverdeada, possui lâminas por baixo, tem um pé retilíneo e direito e uma base redonda e grossa.

Geralmente são apanhadores pouco experimentados ou pessoas já com dificuldades de visão que confundem estes fungos tóxicos com os comestíveis.

Para prevenir estas situações, a Aguiarfloresta promove todos os anos ações de formação e passeios micológicos para dar a conhecer e ajudar a distinguir as várias espécies de cogumelos que existem.

"As pessoas devem apanhar só aquilo que conhecem, consumirem apenas esses e não arriscar em nada", salientou Duarte Marques.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG