Governo vai proibir "eventos de natureza festiva" no Panteão

Jantar no âmbito da Web Summit gerou críticas

O Governo decidiu proibir eventos de natureza festiva no panteão Nacional, onde se encontram sepultadas várias perosnlaidade, depois da polémica que surgiu pela utilização do monumento para a realização de um jantar no âmbito da Web Summit.

O ministro Luís Filipe Castro Mendes disse ter hoje tomado conhecimento da realização do jantar, "facto que estranhou".

"Questionados os serviços, foi informado que a decisão foi tomada ao abrigo do Despacho 8356/2014, de 24 de junho de 2014, adotado pelo anterior Governo, que aprovou o Regulamento de Utilização dos Espaços sob tutela da Direção Geral do Património Cultural. Neste Regulamento, entre diversas medidas, está prevista a realização de jantares no Corpo Central do Panteão Nacional", diz a nota do gabinete do ministro da Cultura.

Perante esta informação, acrescenta o comunicado, o governante "entende determinar a imediata revisão do referido Despacho", a qual "determinará a proibição de realização de eventos de natureza festiva no Corpo Central do Panteão Nacional"

"O Ministério da Cultura não permitirá que a utilização para eventos públicos dos monumentos nacionais possa pôr em causa o caráter e a dignidade próprias de cada um desses monumentos", remata.

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu que "a utilização do Panteão Nacional para eventos festivos é absolutamente indigna do respeito devido à memória dos que aí honramos". Num comunicado, o primeiro-ministro censura a utilização daquele monumento para a realização de eventos como o jantar do arranque da F.ounders, um evento à porta fechada no âmbito da Web Summit.

"Tal como já foi divulgado pelo Ministério da Cultura, o Governo procederá à alteração do referido despacho, para que situações semelhantes não voltem a repetir-se, violando a história, a memória coletiva e os símbolos nacionais", remata.

O jantar do arranque da iniciativa F.ounders naquele monumento, onde estão sepultados, entre outros, Luís de Camões, Vasco da Gama, Almeida Garrett, Humberto Delgado, Amália Rodrigues, Eusébio ou Sophia de Melo Breyner, suscitou várias reações nas redes sociais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG