Governo: 30 ME para recuperação de esquadras

O ministro da Administração Interna afirmou hoje que o Governo vai canalizar 30 milhões de euros para a recuperação das esquadras com piores condições, apesar de a "falta de recursos" actual "não permitir projectos de grande ponta".

Na cerimónia de inauguração da nova esquadra do Bairro Alto, em Lisboa, Miguel Macedo recordou, depois de o ter feito na quarta-feira no debate do Orçamento do Estado para o próximo ano, no Parlamento, a "situação muito má" de algumas estruturas da PSP no país e na capital.

No entanto, apesar das limitações financeiras, o ministro adiantou que os 30 milhões serão canalizados "no próximo ano" para a recuperação de esquadras "nas situações mais difíceis".

De acordo com o governante, "todos os recursos disponíveis" para a modernização das esquadras vão ser aplicados na melhoria das condições das infraestruturas.

Miguel Macedo assegurou que "a reorganização das forças de segurança não se fará sem a auscultação dos autarcas", de modo a "criar condições propícias para o policiamento de proximidade e com visibilidade".

O presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, mostrou-se desde já disponível para trabalhar com o Governo, mas defendeu que essa recuperação "não pode ser feita ao acaso".

"Chove lá dentro e recupera-se esta. Esta cai e recupera-se. Não. Deve haver um planeamento para que se reforce o policiamento de proximidade e reforce o sentimento de segurança", disse António Costa, avançando que se "vai marcar uma reunião para trabalhar".

O autarca, que também foi ministro da Administração Interna do primeiro mandato de José Sócrates, defendeu que Lisboa "precisa de um novo dispositivo territorial que tenha menos esquadras mas que permita ter mais polícias na rua. No seu entender, "isso é que é o essencial para reforçar o sentimento de segurança".

A nova esquadra do Bairro Alto tem um efetivo de 85 polícias e será responsável pelo patrulhamento das freguesias das Mercês, Encarnação, Santa Catarina e São Paulo.

O edifício, que foi totalmente recuperado, data do século XVIII e foi cedido pela câmara municipal em 2009 para a reinstalação da quarta esquadra (que estava na Praça da Alegria e que agora funcionava de forma provisória em Santa Marta) e, simultaneamente, da terceira esquadra do Bairro Alto, informa uma nota da PSP.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG