GNR regista 729 acidentes e quatro mortos

A GNR registou 729 acidentes que provocaram quatro mortos, 14 feridos graves e 251 feridos ligeiros durante a operação "Todos os Santos" que terminou às 24.00 de domingo, anunciou segunda-feira a corporação.

A GNR adianta que se verificaram menos 310 acidentes, menos uma vítima mortal, menos dois feridos graves e menos 54 feridos ligeiros em relação à operação realizada no mesmo período de 2011.

A Guarda Nacional Republicana intensificou o patrulhamento rodoviário nas vias mais críticas, entre as 00.00 do dia 31 de outubro e as 24.00 de 02 de novembro e, numa segunda fase, entre as 00.00 e as 24.00 de domingo.

Segundo a GNR, as quatro vítimas mortais resultaram em acidentes ocorridos nos distritos de Évora e Guarda.

Dos 13 acidentes com maior gravidade, cinco tiveram origem em despistes, sete em colisões e um em atropelamento, tendo nove ocorrido em estradas nacionais e quatro em estradas municipais, refere uma nota do Comando-Geral da GNR.

Durante a operação "Todos os santos" foram ainda realizadas diversas ações de fiscalização, nomeadamente de controlo de alcoolemia e velocidade, com o objetivo de combater a sinistralidade rodoviária.

De acordo com a corporação, 387 dos 13 306 condutores controlados apresentaram taxa de álcool no sangue superior à permitida por lei (igual ou superior a 0,5 gramas por litro) e 2220 das 126 068 viaturas controladas registaram uma velocidade superior à permitida para o local.

A GNR deteve ainda 228 condutores, sendo a maioria por excesso de álcool e por falta de habilitação legal para conduzir.

Para a operação "Todos os santos", a GNR empenhou um total de 6107 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos Comandos Territoriais, que realizaram uma média de 714 ações diárias.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG