Fernando Nobre candidato do PSD

O ex-candidato presidencial Fernando Nobre foi o escolhido pelo PSD para liderar a lista de Lisboa à Assembleia da República.

O médico é, para além disto, o nome que Pedro Passos Coelho irá sugerir para presidente do Parlamento, caso o seu partido vença as eleições legislativas de 5 de Junho.

Nobre obteve cerca de 14% dos votos e 500 mil votantes nas eleições presidenciais de Janeiro deste ano, onde ficou ditada a reeleição de Cavaco Silva.

O convite a Fernando Nobre, sabe o DN, estava em cima da mesa há cerca de duas semanas e foi sendo maturado pela direcção de Passos Coelho, que viu Manuela Ferreira Leite dizer "não" à candidatura por Lisboa e então avançou com o convite com a dupla condição: cabeça de lista/candidato a presidente da AR.

Nobre foi também alvo de "assédio" por parte de elementos próximos da direcção socialista, não tendo no entanto desenvolvido esses contactos, ou dado seguimento às insistências por parte do PS.

Durante a campanha eleitoral para Belém, em Dezembro de 2010 e Janeiro deste ano, Fernando Nobre obteve o apoio tácito dos meios "soaristas", que não se reviam na candidatura de Manuel Alegre, apoiada pelo PS e pelo Bloco de Esquerda. O médico manteve, no entanto, sempre um espaço "livre de crítica", sublinha um membro da direcção de Passos Coelho, em relação ao líder do PSD e à sua oposição a Sócrates. Mesmo em relação a Cavaco Silva, candidato que o PSD apoiou, Nobre foi "muito contido" nos ataques políticos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG