Ex-opositores de Portas ganham espaço na direção de Cristas

Corrente liderada por Filipe Anacoreta Correia consegue quatro lugares na Comissão Política Nacional

Já são conhecidas as listas para os órgãos nacionais do CDS-PP e há desde logo uma novidade assinalável: Assunção Cristas chegou a entendimento com Filipe Anacoreta Correia, líder do Movimento Alternativa e Responsabilidade (MAR), e a tendência que durante anos se opôs a Paulo Portas assegurou quatro lugares na Comissão Política Nacional (CPN).

O próprio Anacoreta Correia, Pedro Pestana Bastos, Miguel Alvim e Inês Boleo Tomé (suplente) são os quatro representantes na CPN da tendência que no Congresso de há dois anos, em Oliveira do Bairro, chegou a avançar contra a maioria encabeçada por Portas.

"Num momento de renovação, entendemos que tínhamos de ser consequentes e responder afirmativamente ao desafio de Assunção Cristas. Nunca nos considerámos um grupo de oposição. Se a liderança nos chama para um projeto novo, estamos presentes", diz um elemento do MAR ao DN.

Recorde-se que no último mandato de Portas, o MAR esteve representado na CPN (órgão de gestão política mais alargada) através de Eduardo Nogueira Pinto e João Oliveira Martins.

De resto, esta aproximação tem também reflexo na "promoção" de Anacoreta Correia à Comissão Executiva, o órgão de decisão política mais restrito do CDS, conforme o DN adiantou esta madrugada.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG