Ex-ciclista que assaltava bancos condenado a 11 anos

O homem conhecido como "solitário", acusado de roubar 20 instituições bancárias com uma réplica de arma e de se ter apropriado de 152 mil euros, foi esta manhã condenado nas Varas Criminais de Lisboa a 11 anos de prisão efetiva.

O Tribunal condenou ainda o arguido, Carlos Teixeira, antigo ciclista do Boavista, a uma pena de multa de 600 euros e a indemnizar os bancos BPI e BPN em 50 580 euros e 97 237 euros, respetivamente. No julgamento ficou provado que o arguido assaltou 16 dependências bancárias.

O homem de 41 anos estava acusado de 20 crimes de roubo qualificado, quatro na forma tentada, levados a cabo entre abril de 2011 e janeiro deste ano. No momento da detenção, na zona de Cascais onde o arguido residia, as autoridades apreenderam a réplica da arma de fogo, a indumentária utilizada nos roubos e os adereços de disfarce.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG