Estradas de Portugal diz que desconhece mais portagens

A empresa garante, através de um comunicado, que não tem conhecimento de mais portagens além daqueles já anunciadas publicamente.

Em reacção à notícia do Jornal de Negócios, que escreve que a Estradas de Portugal (EP) admite portagens em todos os troços de autoestrada do país que não são pagos - entre os quais se incluem os itinerários complementares (IC) e os itinerários principais (IP) - a empresa fala em "especulação jornalística".

A EP diz que não tem conhecimento de "nenhuma decisão ou intenção de introduzir portagens em qualquer via, para além das que foram publicamente anunciadas", enunciado "o princípio geral de que todas as autoestradas podem ser portajadas", cabendo ao Estado, "nos termos do contrato de concessão, a determinação de quais as vias" onde "se aplica o sistema de portagem real".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG