Este é o sismo mais forte na região de Arraiolos dos últimos 58 anos

Três minutos depois do sismo houve uma réplica que atingiu os 2,5 na escala de Richter

Num raio de 30 quilómetros de Arraiolos, o sismo que ocorreu esta segunda-feira às 11.51, e que atingiu os 4,9 na escala de Richter, é o mais forte dos últimos 58 anos. Ou seja, é o de maior intensidade desde que se iniciaram ali os registos sísmicos, em 1960 - poderá mesmo ser relativamente a um período mais alargado de tempo, mas não há registos.

Segundo Fernando Carrilho, chefe da divisão de sismologia do IPMA, o hipocentro foi a 12 km de profundidade, a Norte de Arraiolos, associado a uma falha orientada de Este para Oeste. Esta falha não está relaciona com as falhas de maior perigosidade sísmica para Portugal continental, que são as da zona de Lisboa e Vale inferior do Tejo e a fronteira das placas da Eurásia e africana, a sul do Algarve.

Três minutos depois do sismo houve uma réplica que atingiu os 2,5 na escala de Richter. Ao todo já houve quatro réplicas, até ao momento - a última às 12.28 e atingiu 1,3 graus de magnitude -, mas nenhuma foi sentida pela população.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG