Erro obriga a repetir exame para técnico de contas

A segunda parte do exame de candidatura a técnico oficial de contas, que hoje se realizou, vai ser anulado devido a um "problema administrativo", prevendo-se seja repetida dentro de 15 dias a três semanas.

Em declarações à agência Lusa, o Bastonário da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas (OTOC), Domingues de Azevedo, pediu desculpas aos candidatos por ter havido um "erro administrativo" na prova C, que colocava "em desvantagem" aqueles que estavam a fazer as provas A e B referentes à segunda parte do exame.

"Distribuímos três provas (A, B e C) para que os candidatos não possam copiar, mas na prova C a identificação da resposta certa manteve-se visível", explicou o Bastonário, realçando que "num exame não pode ficar qualquer dúvida para aqueles que passam ou para os que não passam, pelo que decidimos anular a segunda parte do mesmo".

Há nove anos que a OTOC faz três exames por ano para a admissão a técnicos oficiais de contas

Mas quem reproduziu o documento deveria "ter visto o que lá estava", disse à Lusa Domingues de Azevedo, indicando que "só acontece a quem trabalha".

"Iremos anular a segunda parte porque é um lapso de quem reproduziu. No melhor pano cai a nódoa. Por isso temos que estar mais atentos e além de quem faz a reprodução das provas temos de ter mais alguém para as verificar", salientou.

Normalmente em cada exame os candidatos andam pelos entre os 1.300 a 1.600, mas desta vez foram um pouco mais de 1.100.

Em 2012 foram aprovados 2.300 candidatos a técnicos oficiais de contas de entre um universo que se situa entre as 5.000 a 6.000 pessoas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG