BE diz que reivindicações dos enfermeiros são "justas e necessárias"

O Bloco de Esquerda questionou hoje o Governo sobre as medidas "justas e necessárias" reivindicadas pelos enfermeiros, que começaram hoje uma greve de uma semana pela atualização gradual dos salários e horários de 35 horas.

Na pergunta dirigida ao Ministério da Saúde, o deputado Moisés Ferreira considera que o Governo "deve, rapidamente, apresentar propostas que valorizem os enfermeiros especialistas, que descongelem as carreiras, que reponham o valor das horas de qualidade, que garantam as 35 horas [semanais] a todos os enfermeiros, assim como a contratação de mais profissionais".

Segundo o BE, tais medidas devem ter "um plano e prazo de concretização, para que, de uma vez por todas, se faça justiça a estes profissionais", e "ser acompanhadas de um maior investimento e financiamento do Serviço Nacional de Saúde".

Os enfermeiros iniciaram hoje uma greve, marcada pelo Sindicato Independente dos Profissionais de Enfermagem (SIPE) e pelo Sindicato dos Enfermeiros, que decorrerá até sexta-feira, contra a recusa do Ministério da Saúde em aceitar a proposta de atualização gradual dos salários e de integração da categoria de especialista na carreira.

Estes profissionais reclamam ainda a aplicação do regime das 35 horas semanais de trabalho a todos os enfermeiros.

A Secretaria de Estado do Emprego considerou irregular a marcação da greve, alegando que o pré-aviso não cumpriu os dez dias úteis que determina a lei.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG