Empresa criou o seu próprio Citius e lucrou com isso

Rede de 120 advogados cobrava 70 euros aos profissionais que queriam consultar processos durante a fase de bloqueio.

A ideia foi simples: criar uma rede de 120 advogados, espalhados pelas várias comarcas no país, que se deslocaram aos tribunais, pediram a digitalização do processo que estaria perdido online e, assim, o "colocavam" posteriormente na rede interna. A empresa Lawyers Desk - criada por um escritório de advogados de Lisboa - substituiu-se assim à plataforma informática Citius durante os 45 dias de bloqueio e cobrou, em média, 70 euros aos advogados que recorreram aos seus serviços. Valor esse que encareceu a fatura paga pelos cidadãos.

Leia mais pormenores na edição impressa ou no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG