Duas mulheres baleadas por militar da Marinha

Duas mulheres foram hoje de madrugada baleadas por um militar da Marinha no exterior de um bar situado na avenida Bento Gonçalves, no Barreiro, tendo uma das vítimas sido submetida a intervenção cirúrgica

Segundo fonte da PSP, as duas mulheres terão sido atingidas acidentalmente na sequência de uma desordem registada durante a madrugada e depois de o militar da Marinha, que estava fora de serviço, ter disparado com a sua arma de defesa pessoal.

O militar foi detido e será submetido a primeiro interrogatório judicial no Tribunal do Barreiro para aplicação das medidas de coação.

Uma das mulheres, com cerca de 30 anos, foi sujeita a intervenção cirúrgica para extração do projétil, tendo a outra vítima sido atingida de raspão

A fonte disse desconhecer as razões da altercação ocorrida no exterior do bar "Camarro", a qual ocorreu cerca das 02:45 da madrugada.

O porta-voz da Marinha, comandante Pereira da Fonseca, disse ao DN desconhecer pormenores da ocorrência e que o ramo procurará falar com o militar após o interrogatório judicial.

O militar envolvido é um sargento dos quadros permanentes da Marinha, que foi detido em flagrante delito e poderá requerer a transferência para um estabelecimento prisional castrense caso o juiz decrete a sua prisão preventiva.

Em função da matéria de facto, a Marinha deverá abrir a esse militar um processo disciplinar paralelo ao das instâncias civis, adiantou Pereira da Fonseca.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG