Dois mortos e quatro feridos nas estradas portuguesas

Dois mortos e quatro feridos graves, num total de 281 acidentes, é o balanço provisório do primeiro dia da Operação Natal da GNR, que começou às 00:00 de sexta-feira e termina às 24:00 de quarta-feira, segundo a Guarda Nacional Republicana.

Comparando com o período homólogo de 2011, registou-se este ano mais um morto, mais dois feridos graves e mais 50 acidentes.

Mais de 1.700 militares da GNR reforçaram o patrulhamento nas estradas portuguesas desde as 00:00 de sexta-feira.

A operação Natal da GNR tem como objetivo combater a sinistralidade, regular o trânsito e garantir o apoio a todos os utentes da via, "proporcionando-lhes uma deslocação em segurança".

A Guarda Nacional Republicana explica que, durante a operação, vão ser levadas a cabo diversas ações de patrulhamento e de fiscalização rodoviária, uma vez que as comemorações do Natal "provocam um aumento significativo do tráfego rodoviário, em consequência do acréscimo das deslocações das pessoas para as regiões de origem".

Segundo a GNR, o reforço do patrulhamento vai ser mais visível nas estradas onde se "registam mais acidentes e pontos de conflito de trânsito".

Na operação vão estar empenhados, diariamente, 1.770 militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos comandos territoriais, que vão ser reforçados com efetivo da Unidade de Intervenção e da Unidade de Segurança e Honras do Estado, adianta a corporação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG