Detida estrangeira por tráfico de pessoas e lenocínio

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de uma mulher que se dedicava ao tráfico de pessoas e ao lenocínio (incentivo à prostituição com fins lucrativos), incluindo de menores.

A investigação começou com a "notícia de que uma menor, de nacionalidade estrangeira, tinha conseguido eximir-se ao controlo e vigilância de uma cidadã do seu país, que a havia ardilosamente trazido para Portugal, pagando-lhe as viagens e demais despesas, para a obrigar a prostituir-se num apartamento dos arredores de Lisboa".

Realizadas buscas no apartamento do qual a menor tinha fugido, foram libertadas mais algumas mulheres estrangeiras, que também aí se dedicavam à prostituição sob o controlo da detida.

Segundo a PJ, durante as buscas foram recolhidos indícios de prova "muito relevantes" e foram apreendidas duas armas de pequeno calibre utilizadas para condicionar a liberdade de movimentos das vítimas.

A detida foi sujeita a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coacção de prisão preventiva.

A investigação esteve a cargo da Unidade Nacional Contra o Terrorismo (UNCT).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG