Confederação do Turismo pede recuo do Governo e alerta para prejuízos no setor

A Confederação do Turismo Português (CTP) pediu hoje ao Governo para recuar na decisão de não dar tolerância de ponto no Carnaval, alertando para os prejuízos que o setor do turismo irá suportar com esta decisão.

"A CTP alerta para os prejuízos que a decisão de não concessão de tolerância de ponto na terça-feira de Carnaval irá trazer para o setor do Turismo. A CTP compreende e concorda com a necessidade de aumentar a produtividade nacional, mas também considera que há momentos em que é necessário ponderar o custo versus benefício de certas medidas e este é um desses momentos", disse hoje em comunicado a confederação liderada por José Carlos Pinto Coelho.

A mesma estrutura diz ainda que "o 'timing' [do Governo] não foi o melhor" já que esta decisão foi conhecida quando "os investimentos com a animação e organização do Carnaval estão feitos em todas as regiões, que são muitas, com grande tradição nesta comemoração".

A CTP acrescenta que são precisamente esses festejos que "originam fluxos de turistas do mercado interno", pelo que esta decisão "prejudica" as economias locais e as empresas que atuam no setor do turismo.

Por estes motivos, a CTP pretende que o Governo adie o fim da tolerância de ponto no Carnaval para 2013, pois "só assim seria possível às regiões e empresas procederem atempadamente aos ajustes necessários na organização dos festejos"

Na sexta-feira passada, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho anunciou que não seria dada tolerância de ponto aos funcionários públicos, o que motivou várias críticas. Desde então, vários municípios, assim como o Governo Regional da Madeira, anunciaram que concederiam a tolerância aos seus funcionários.

Mais Notícias