Castelo Branco. Condutor envolvido em agressão a militar da GNR continua em fuga

A perseguição iniciou-se depois do fugitivo ter desobedecido a um sinal de paragem dos militares

O condutor que na quarta-feira se pôs em fuga após uma ação de fiscalização da GNR de Castelo Branco, que culminou com várias agressões a um militar, continua desaparecido, disse hoje à agência Lusa fonte da GNR.

"O condutor continua a monte e a GNR continua com meios no terreno para capturar o homem", disse fonte do Destacamento Territorial da GNR de Castelo Branco.

O condutor não obedeceu ao sinal de paragem dos militares do Destacamento de Trânsito da GNR de Castelo Branco, na quarta-feira, cerca das 11:00, próximo da localidade de Maxiais, pondo-se em fuga.

A viatura onde seguia, com mais quatro pessoas, três mulheres e um homem, foi perseguida pelas autoridades e acabou por se imobilizar depois de se despistar.

Um dos militares envolvidos na perseguição acabou por apanhar o condutor, mas acabou por ser agredido com pedras, alegadamente pelas mulheres que seguiam na viatura, tendo o condutor encetado uma fuga a pé.

Quatro ocupantes da viatura, três mulheres e um homem, acabaram por ser detidos pelas autoridades, que desde então têm estado a patrulhar a zona no sentido de capturar o fugitivo.

Duas das mulheres ficaram detidas e vão ser hoje presentes ao juiz do Tribunal de Castelo Branco.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG