Túnel para retirar trânsito junto a igreja de Fátima concluído até 2012

O túnel rodoviário que vai retirar o trânsito da superfície junto da Igreja da Santíssima Trindade, em Fátima, vai ficar concluído até 2012, cinco anos após a inauguração do templo.

"Após a adjudicação, estima-se que a construção da passagem desnivelada será de 24 meses e fique concluída até 2012", disse hoje à Agência Lusa o presidente da Sociedade de Reabilitação Urbana de Fátima (SRUFÁTIMA), Nuno Nobre. Segundo Nuno Nobre, para ser encetada a construção do túnel, com um custo previsto actualmente de 9,1 milhões de euros acrescido de IVA, a pagar pelo Santuário de Fátima, falta a entrada em vigor do plano de pormenor, o que sucederá com a sua publicação em Diário da República. "O plano permite despoletar o processo de execução, assim como o processo expropriativo", explicou. Por outro lado, "o projecto de execução terá de sofrer alterações solicitadas pela Câmara Municipal de Ourém e pelo Santuário de Fátima, assim como terá de ser adaptado ao Código dos Contratos Públicos", adiantou, lembrando que o projecto data de 2005. "Só após essa revisão poderemos dispor do valor definitivo actualizado para o preço-base a patentear a concurso de empreitada", adiantou o presidente da SRUFÁTIMA, acreditando que, "neste momento, não há nada que obste ao começo da obra". O túnel, com cerca de 300 metros de extensão, vai ter duas faixas de circulação, uma em cada sentido e, assim que terminado, a sua superfície passa a ser uma praça exclusivamente de uso pedonal entre o Centro Pastoral Paulo VI e a Igreja da Santíssima Trindade. Além do troço que compreende o túnel, está igualmente prevista a requalificação da restante Avenida D. José Alves Correia da Silva, numa extensão de dois quilómetros, entre as rotundas Norte e Sul, que passará a ser uma "grande alameda urbana", observou Nuno Nobre. "A avenida passará dos 27 metros de largura a 54,57 metros, as vias de circulação ocuparão 10,90 metros e as áreas pedonais terão até 21 metros", concretizou o responsável. O presidente da SRU frisou que a intervenção vai dar "qualidade ao espaço público", permitindo a sua "fruição pelos peregrinos e habitantes de Fátima", com vantagens para o comércio. Nuno Nobre adiantou que este projecto vai também ter de ser adaptado ao Código dos Contratos Públicos, admitindo que venha, igualmente, a sofrer alguma correcção. Ainda assim, apontou como valor dos trabalhos 9,3 milhões de euros, a que se soma o IVA. O dirigente da empresa de capitais municipais referiu que o total do investimento previsto na avenida é de 18,7 milhões de euros, sendo o financiamento assegurado pela Câmara de Ourém, pela SRUFÁTIMA, Associação Empresarial Ourém/Fátima, Santuário de Fátima e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa Operacional Regional do Centro -- "Mais Centro", e Estradas de Portugal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG