Três homens detidos por pesca ilegal no rio Mondego

Três homens foram hoje detidos no rio Mondego, nos arredores da Figueira da Foz, por suspeitas de pesca ilegal de meixão (enguia bebé), durante uma operação do Destacamento de Controlo Costeiro da GNR.

Segundo uma nota da GNR foram apreendidos 12 quilos de pescado, "cerca de 50 mil exemplares" de meixão "de imediato devolvidos ao rio". Foram ainda apreendidos diversos objetos relacionados com a pesca daquela espécie protegida, como redes, crivos, tabuleiros ou baldes e uma viatura "tudo com um valor comercial estimado de 5 800 euros", refere.

Os três detidos, com idades entre os 40 e os 52 anos, residentes em Montemor-o-Velho e Figueira da Foz, foram libertados mediante termo de identidade e residência e terão de se apresentar hoje em tribunal, sublinha.

Durante o dia de hoje o Destacamento de Controlo Costeiro da GNR irá remover "todas as redes existentes no rio Mondego" destinadas à pesca ilegal de meixão "procurando desta forma impedir a continuidade desta prática tremendamente lesiva para uma espécie considerada em perigo e sobre a qual incidem várias medidas de proteção", adianta.

Ao início da madrugada de hoje, numa operação de fiscalização no porto de pesca da Figueira da Foz, foi detetada uma viatura que transportava 51 quilos de pescada "com tamanho inferior ao permitido por lei (27 cm)". O pescado foi apreendido e entregue a instituições de solidariedade social da região, refere a GNR.

Já na terça-feira, nas praias a sul da Figueira da Foz, foram apreendidas oito redes de emalhar "por não se encontrarem em situação regular", afirma.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG