Meios aéreos dispensados nas buscas de cidadãos ingleses

As buscas dos dois cidadãos ingleses desaparecidos após um naufrágio no sábado ao largo da Póvoa do Varzim continuam na terça-feira, mas já sem recurso a meios aéreos.

As autoridades marítimas dispensaram hoje, segunda-feira, o helicóptero que, diariamente, tem patrulhado a costa, disse o capitão de porto. A partir de agora, "só vão estar no terreno meios marítimos e em terra", assegurou Silva Rocha, lamentando o facto de a procura, até agora, estar a ser "infrutífera". Terça-feira, por volta das 07:30, as autoridades recomeçam as buscas que vão incidir entre as zonas de "Mindelo, em Vila do Conde, e a Estela, na Póvoa de Varzim", explicou o capitão de porto.

Vai ser o quarto dia desta operação que visa encontrar os dois cidadãos ingleses desaparecidos desde a madrugada de sábado. Na altura, os homens tentavam entrar na marina da Póvoa, quando uma vaga de mar os atirou à água. Estes dois tripulantes nunca mais foram vistos. Um terceiro elemento, com 24 anos, e que fazia parte da tripulação do barco, conseguiu nadar até ao molhe norte e foi recolhido, com vida, por um grupo de pescadores à linha.

O acidente ocorreu cerca das 03.30 de sábado, numa altura em que a barra da Póvoa de Varzim se encontrava fechada devido às más condições do mar.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG