Leiria está pela 1ª vez na marcha global de 7 de Maio

A cidade de Leiria junta-se pela primeira vez à marcha global da marijuana, que decorrerá em mais de 315 cidades mundiais, a 07 de maio, informou hoje o porta-voz do movimento de Lisboa, Pedro Pombeiro.

No dia em que decorrem as "jornadas canábicas", em Lisboa, Pedro Pombeiro precisou que a 07 de maio decorrerá a sexta edição da marcha na capital portuguesa, repetindo-se ainda no Porto, Braga e Coimbra. "E este ano pela primeira vez, a marcha vai ser feita em Leiria. A marcha em Portugal continua a crescer", notou. Durante esta tarde são discutidas as estratégias para se defender a legalização e o auto-cultivo. Partindo dos modelos de regulamentação do consumo de cannabis internacionais, os membros do movimento querem definir quais as estratégias que melhor se adequam à situação "legal e social" de Portugal.

"O modelo espanhol é feito muito à volta de associações de cultivadores e 'cannabis social clubs' (clubes sociais de cannabis). No modelo americano, a legalização relaciona-se com fins medicinais e o modelo holandês com as 'coffee shops' (locais onde se vende e se pode consumir)", explicou. O porta-voz notou que Portugal se distingue de outros países por ter descriminalizado o consumo, mas onde ainda se considera o fumar cannabis como uma "doença". "Se bem que isso possa ser verdade para alguns casos de pessoas que criem dependência, na maior parte dos consumidores de cannabis não é assim", acrescentou.

Apesar do consumo não ser crime, a aquisição da substância ainda o é: "essa é a contradição da lei da despenalização porque para se poder consumir é preciso recorrer às redes de tráfico". Para Pedro Pombeiro, não basta mudar a lei. "Passa também por criar esta consciência de que há visões diferentes sobre este assunto, ir fazendo o debate e dar tempo para à sociedade para mudar", disse à Lusa.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG