Intercetado suspeito de atear fogo que matou irmão

A GNR intercetou o homem suspeito de na segunda-feira à noite ter ateado fogo a uns anexos de uma casa, na Gafanha da Nazaré, Ílhavo, causando a morte a um irmão, informou aquela força policial.

O presumível homicida, que se encontrava a monte, está a ser interrogado pela Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro, que está a investigar o caso.

Segundo fonte da PJ, o suspeito andava a "vaguear" hoje de manhã, em Ourém, no distrito de Santarém, e ao ser abordado pela GNR referiu-se aos factos em investigação, o que levou as autoridades a contactos com a Judiciária.

Segundo declarações de um outro irmão do presumível homicida, que testemunhou os factos, o suspeito terá regado a vítima mortal com gasolina e depois ateou fogo, ausentando-se do local.

O alerta foi dado pelas 23:00 e quando os bombeiros chegaram ao local já encontraram o cadáver de um homem, com cerca de 40 anos.

A PJ está a investigar a possibilidade de se tratar de um crime, tendo em conta a existência de "desavenças entre a família".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG