Encontrado idoso morto em casa há três meses

A semana foi marcada pela descoberta do corpo de uma mulher morta, em casa, há nove anos. Ontem, sexta-feira, foi encontrado o corpo de um homem de 70 anos que estaria morto há três meses.

Um idoso que estaria morto há três meses foi encontrado pelas autoridades na sua habitação, no concelho Cantanhede, não havendo suspeita de crime, informou hoje uma fonte da GNR. A fonte do Comando Distrital da GNR de Coimbra disse à agência Lusa que o homem, com cerca de 70 anos, "não tem familiares próximos" e foi descoberto na sexta-feira à tarde em casa, no lugar de Balsas.

"O idoso vivia sozinho e não era visto há três meses", acrescentou, indicando que "não há suspeita de crime" e que, por isso, os agentes da Polícia Judiciária de Coimbra não chegaram a deslocar-se ao local.

Na sexta-feira, vizinhos alertaram o Destacamento Territorial da GNR de Cantanhede para o facto de o homem ter desaparecido. Elementos da corporação entraram, cerca das 15:00, na habitação e encontraram o cadáver na cama, já em avançado estado de decomposição, o qual foi depois removido para o Gabinete Médico-Legal do Hospital Distrital da Figueira da Foz.

Na terça-feira, o corpo de uma idosa que terá falecido há nove anos foi encontrado no seu apartamento da Rinchoa, concelho de Sintra. O cadáver da idosa, desaparecida desde 2002, foi encontrado pela PSP, chamada ao local a pedido da nova proprietária, que adquiriu o imóvel num leilão realizado pelas Finanças.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG