Detido por furtar arte sacra em duas igrejas

A Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Setúbal, deteve um homem, com 36 anos, pela presumível prática, em coautoria, de crimes de furto qualificado que tiveram lugar nos meses de julho e agosto do ano transato, em duas Igrejas sitas na área de Alcácer do Sal.

Os crimes de furto praticados permitiram a subtração, entre outros objetos, de diversas peças de arte sacra do século XVII e XVIII, devidamente classificadas e catalogadas.

A PJ refere em comunicado que foram realizadas diligências investigatórias de diversa natureza e complexidade, que culminaram com a realização de duas buscas domiciliárias, bem como com a localização e interpelação de um dos presumíveis autores dos referidos crimes, salientando-se que a investigação e operação desencadeada contaram com a colaboração e cooperação de elementos do NIC da Guarda Nacional Republicana de Grândola.

No âmbito desta intervenção policial, foram apreendidos objetos de valor probatório relevante, prosseguindo a PJ com a realização de diligências, tendo em vista a identificação dos recetadores de grande parte dos objetos subtraídos, bem como a localização e interpelação do outro autor dos factos em investigação.

O arguido detido foi presente às autoridades judiciárias competentes, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG