Antigo sanatório com luz verde para pousada

Os projectos para transformar o antigo sanatório da Serra da Estrela numa Pousada de Portugal "foram aprovados esta semana e o concurso deve ser lançado em Fevereiro", disse o presidente da Entidade Turística da Serra da Estrela.

Segundo Jorge Patrão, "os diferentes projectos necessários à obra tiveram de passar por várias entidades e esse processo está concluído. Em Fevereiro deve ser lançado o concurso público internacional".

O financiamento foi anunciado em Maio de 2009 pela gestão do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN). O investimento é de 19,66 milhões de euros e 70 por cento do valor vai ser financiado pelo Programa Operacional Temático Valorização do Território, no âmbito do QREN.

O valor inclui a recuperação e reconversão do antigo sanatório dos ferroviários da Covilhã, a 1.200 metros de altitude, bem como a transformação da zona envolvente, instalação de equipamentos e mobiliário.

O empreendimento fazia parte do contrato inicial entre o Estado e o Grupo Pestana para concessão das Pousadas de Portugal, em 2003.

A candidatura ao QREN foi incluída num aditamento assinado em Setembro de 2008 - que inclui ainda a reconversão do Convento de Santa Clara, em Vila do Conde, e da Fortaleza de Peniche.

O sanatório foi construído na década de 1930 e está abandonado desde a década de 80, tendo sido reconhecido como de relevante valor histórico e cultural pela Direcção-Geral de Turismo em 1996.

O projecto de Souto Moura para a sua reconversão foi revisto e "a pousada vai ter 90 quartos, mais que os inicialmente previstos", disse Jorge Patrão, acrescentando que o espaço vai ainda dispor de um spa.

Ainda segundo o presidente da Entidade de Turismo da Serra da Estrela, "as obras ao longo de dois anos deverão dar emprego a mais de 100 trabalhadores".

"Quando estiver concluída, a pousada deverá criar 40 postos de trabalho, a maioria com pessoas da região", frisou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG