Centro de Meios Aéreos concentra todo o dispositivo do GIPS da GNR

O Centro de Meios Aéreos de Arcos de Valdevez vai concentrar todo o dispositivo do Grupo de Intervenção, Protecção e Socorro da GNR que actua no distrito de Viana do Castelo, foi hoje anunciado.

A obra de construção do novo edifício, complementar ao já existente arrancou segunda-feira, em Tabaçô, Arcos de Valdevez, e visa assegurar capacidade de alojamento para os 38 militares e abrigo para 6 viaturas operacionais que constituem a missão de protecção civil integrada da GNR (GIPS). "Com as novas instalações o que vai acontecer é que estes homens vão deixar de ter base logística no Posto Territorial de Ponte de Lima da GNR, para se concentrarem no mesmo local", explicou à Lusa o Comandante Distrital de Operações de Socorro de Viana do Castelo. Segundo Paulo Esteves, até agora o Centro de Meios Aéreos de Arcos de Valdevez, a partir do qual os GIPS actuam em todo o distrito, só tinha condições para receber a equipa de serviço e não toda a base logística.

"Será uma importante melhoria em termos operacionais, evitando tantas viagens para a actual base logística", acrescentou o responsável. A obra foi lançada pela Câmara de Arcos de Valdevez, que a classifica como "fundamental" para permitir "manter e potenciar o grau de prontidão do GIPS, contribuindo para diminuir as assimetrias e debilidades existentes no distrito no que concerne à quantidade e qualidade dos agentes de protecção civil". Permitirá a concentração de meios humanos e materiais, que actualmente estão dispersos, num só local, possibilitando "uma resposta pronta, eficaz e diversificada", explica fonte municipal.

O novo equipamento poderá ainda funcionar como um centro de operações de comando e controlo distrital destacado e base permanente de meios aéreos. "Este verão, como em anos anteriores, deveremos ter lá, destacado, um meio aéreo. Estamos a contar com isso", admite Paulo Esteves. A obra, que resultou de uma candidatura a fundos comunitários com um apoio de 268 mil euros, será constituída por um novo edifício com 2 pisos, instalações técnicas e abrigo de viaturas, além de alojamento, com 5 camaratas triplas e 3 quartos individuais.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG