Cavaco diz que se deve falar em Fundo Europeu de Estabilização Financeira e não em FMI

O Presidente da República disse hoje, na Batalha, que é errado falar-se no Fundo Monetário Internacional (FMI), aconselhando os jornalistas a escrever Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF).

Questionado se vinha aí uma nova batalha, numa alusão ao eventual pedido de ajuda ao FMI, Cavaco Silva respondeu: "Fundo Europeu de Estabilização Financeira. Eu acho que os senhores deviam deixar de falar em FMI, porque isso não está certo, está errado. É FEEF".

Hoje, o jornal Expresso destaca que "Cavaco já estuda solução de urgência só com o FMI", salientado que a "ajuda de curto prazo do FMI foi defendida no Conselho de Estado por Vítor Bento e Bagão Félix".

O processo de activação do fundo de resgate europeu, o FEEF, tem início com um pedido de um Estado-membro no Eurogrupo, podendo concretizar-se poucas semanas depois, uma vez elaborado um plano de ajuda entre o país em causa, Comissão Europeia, BCE e FMI.

As "regras" do FEEF, fundo de resgate provisório criado em 2010 para acudir países da Zona Euro em dificuldade, na sequência da "crise grega" - que será substituído em meados de 2013 por um mecanismo permanente -, preveem que o processo para a sua ativação deve ser desencadeado em sede do Eurogrupo, a reunião de ministros das Finanças da Zona Euro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG