Bernardo Bairrão salta da TVI para o MAI

(ACTUALIZADA) Marcelo Rebelo de Sousa anunciou, no seu comentário dominical na TVI, que Bernardo Bairrão - hoje administrador da própria TVI - vai integrar o próximo governo, como secretário de Estado no Ministério da Administração Interna, uma notícia já confirmada pelo DN.

Segundo Marcelo, a posse dos secretários de Estado será ao meio-dia de terça-feira.

No comentário desta semana, Marcelo fez um elogio à equipa já conhecida dos secretários de Estado (o DN contou 16 nomes já falados, o professor diz saber 17), reconhecendo-lhe "um nível geral muito razoável". Mesmo assim, mostrou-se preocupado com a falta de experiência dos nomes apontados para a Economia, por não compensarem a falta de experiência de Álvaro Santos Pereira, o novo ministro. Santos Pereira, aliás, foi criticado por "ingenuidade excessiva", por ter dito preferir que o tratem pelo nome e não por "ministro".

Mas a crítica mais contundente do ex-líder do PSD foi sobre a entrada no Executivo de Marco António Costa. Depois de ter feito o mesmo com Miguel Relvas, novo ministro dos Assuntos Parlamentares, Marcelo disse que Passos Coelho fez mal em não os ter deixado no partido, sublinhando que opções idênticas em governos anteriores "trouxeram sempre grandes problemas" aos primeiros-ministros. "Havia uma solução, quem tem grande influência no aparelho do partido ficar de fora. Não foi o entendimento de Passos Coelho", disse, falando de "pessoas que tratam do financiamento do partido e que têm a ver com clientelas" (o que não é invalidado, acrescentou, mesmo que saiam dos respectivos cargos, como fará Miguel Relvas).

Mesmo assim, Marcelo entende que Passos "entrou com o pé direito" no Governo, com um bom discurso na posse e uma estreia positiva em Bruxelas.

A Média Capital confirmou hoje renúncia de Bernardo Beirão ao cargo de administrador, em comunicado à CMVM.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG