Bastonário diz que decisão é oportunidade para "repensar serenamente"

O bastonário da Ordem dos Médicos considera que a decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa de travar o fecho da Maternidade Alfredo da Costa é uma oportunidade para uma "reflexão mais aprofundada" sobre a instituição.

Em declarações à agência Lusa, o bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, disse que esta decisão abre caminho a que se façam estudos que comprovem um eventual encerramento da Maternidade Alfredo da Costa (MAC).

"Uma decisão sobre uma instituição, que é um ícone do Serviço Nacional de Saúde (...) deve ser uma decisão baseada em estudos públicos e devidamente escrutinados, não pode resultar de uma decisão tomada apenas nos gabinetes", declarou.

Para o representante dos médicos, ao aceitar a providência cautelar de um grupo de cidadãos contra o encerramento, está a criar-se a oportunidade de "repensar serenamente o futuro" da maior maternidade do país.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG