Balsemão processa ex-espião por difamação e devassa

O ex-diretor dos Serviços de Informação Estratégicas da Defesa (SIED), Jorge Silva Carvalho, foi constituído arguido por difamação e devassa da vida privada num processo interposto por Pinto Balsemão, disse hoje à Lusa fonte da defesa.

A mesma fonte adiantou que o ex-diretor do SIED e ex-administrador do grupo Ongoing foi constituído arguido no passado dia 04 de fevereiro.

Além de Jorge Silva Carvalho, a mesma fonte referiu que são também arguidos três antigos funcionários da Ongoing.

A notícia foi avançada pela TVI, que diz que o líder do grupo Impresa, Francisco Pinto Balsemão, apresentou com uma queixa-crime contra Jorge Silva Carvalho por alegadamente ter encomendado um relatório sobre a sua vida privada já depois de ter saído do SIED, e enquanto trabalhava para a Ongoing.

Jorge Silva Carvalho é também arguido no processo que ficou conhecido como caso das secretas, em que o Ministério Público acusa o ex-diretor do SIED e o presidente da Ongoing, Nuno Vasconcelos, de violação do segredo de estado, corrupção, abuso de poder e acesso ilegítimo agravado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG