Bagão Félix diz que Sócrates foi mal-educado com Cavaco

O antigo ministro das Finanças Bagão Félix disse hoje que José Sócrates "foi mal-educado com o Presidente da República", por se ter atrasado para a tomada de posse de Cavaco Silva.

O antigo ministro dos governos liderados por Durão Barroso e Santana Lopes falava aos jornalistas à entrada para a recepção que decorre no Palácio de Belém, no âmbito da tomada de posse de Cavaco Silva para o segundo mandato como Presidente da República. Confrontado com a crítica do líder parlamentar do PS à intervenção de Cavaco, que classificou o discurso de "sectário", Bagão respondeu que "os socialistas estão mal habituados".

"Em primeiro lugar, o senhor primeiro-ministro está mal habituado, alias, até foi mal-educado com o Presidente da República", disse, numa referência ao atraso protocolar de José Sócrates nos cumprimentos a Cavaco Silva. "É interessante que a reacção do primeiro-ministro ao discurso do Presidente da República foi a crise internacional. Ele acha que não é culpa de mais ninguém", criticou.

O antigo governante elogiou o discurso do Chefe de Estado e sublinhou que não é possível "resolver os problemas com base na fantasia, na ilusão, e na expressão para o dia seguinte". "Temos que resolver os problemas baseados nas grandes questões para o país, desde a juventude aos mais velhos, desde a política económica à política social. Nesse sentido, tudo tem que começar pela verdade e o país tem andado enganado", sustentou.

Bagão Félix disse ainda que "a estabilidade é um valor importante, mas não é um valor indiscutível. A estabilidade do ponto de vista político é uma condição necessária, mas por si não é suficiente, e às vezes é preciso abanar as situações. O senhor Presidente da República não fez um discurso contra a estabilidade, fez um discurso a favor da estabilidade das soluções para o país", afirmou Bagão Félix.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG