Aumento das falências e dívidas marcam ano judicial

Supremo Tribunal recebe a cerimónia solene. Magistrados esperam que nos próximos meses surjam mais casos de insolvências

Tribunais com mais processos de cobrança de dívidas, bem como mais famílias a pedir a juízes que as declarem falidas. Este é o retrato mais provável para 2014 nos tribunais nacionais. Alguns magistrados e advogados contactados pelo DN assim o admitem quando se pronunciam sobre o que se pode esperar nos próximos meses no setor da justiça, que tem hoje a abertura solene do ano judicial, cerimónia marcada para esta tarde (15.00) no Supremo Tribunal de Justiça (STJ). As ações executivas - que preenchem 70% das pendências judiciais na área cível - e as ações de declaração de falência e insolvência vão continuar a dar "dores de cabeça" aos tribunais, juízes e advogados.

Leia mais pormenores no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG