As escolhas de quem teve um bebé demasiado jovem

No comando distrital da PSP de Viana do Castelo resta pouca esperança de encontrar uma mulher e a sua filha adolescente, em fuga há 15 dias. As duas abandonaram no dia 20 de setembro o recém-nascido que a menor de 18 anos dera à luz, no hospital da cidade.

O caso foi único em Viana do Castelo e, pode-se dizer, é raríssimo a nível nacional. Mãe e filha são procuradas pela polícia pelo crime de exposição e abandono (neste caso, de um menor ao perigo), com pena de um a cinco anos. Mas grávidas adolescentes como a rapariga de 16 anos, de Viana do Castelo, têm ao dispor uma enorme rede de apoios para evitarem a situação limite do abandono de um bebé.

No ano passado houve 2868 situações de abandono de crianças comunicadas às comissões de proteção de crianças e jovens em risco, de acordo com o relatório anual das CPCJ. Em cada mil jovens entre os 15 e os 19 anos, dez foram mães adolescentes, segundo os dados do Pordata.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Mais Notícias

Outras Notícias GMG