Alberto Martins contra "tirania dos mercados sobre o Estado"

O ex-ministro da Justiça Alberto Martins manifestou-se hoje contra o que apelidou de "tirania dos mercados sobre o Estado", dizendo que se exige ao PS responsabilidade nesta "mudança civilizacional".

"O PS orgulha-se da sua história, das suas vitórias e derrotas (...) O seu contributo é essencial para dar uma maior esperança aos portugueses para mudar Portugal", afirmou Alberto Martins, apontado como o número um na lista de António José Seguro à Comissão Nacional, numa intervenção no XVIII Congresso do PS.

Para o ex-ministro, "a tirania dos mercados face ao Estado tem de ser ajustada no sentido do Estado social cumprir as suas funções".

"Nesta mudança civilizacional que nos é exigível temos de ter consciência do papel do PS em Portugal e na Europa", disse, sublinhando que Portugal e a Europa estão "numa encruzilhada".

Perante este cenário, o socialista defendeu "mais política e mais democracia, capaz de vencer nacionalismos estreitos e populismos demagógicos".

"Não podemos aceitar que medidas tomadas pelo Governo de direita sejam de injustiça fiscal, de agravamento das desigualdades", disse.

Na mesma linha, o antigo deputado Vera Jardim defendeu ser necessário fazer face "às derivas privatizadoras" do Governo, mas definindo ao mesmo tempo como necessária "uma renovação profunda" do PS.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG