Abate de árvores acelera assoreamento da Lagoa

Os deputados socialistas eleitos pelo círculo de Leiria consideraram hoje que o abate de milhares de árvores para a construção de um empreendimento urbanístico no Bom Sucesso (Óbidos) está a provocar um acelerado assoreamento da Lagoa de Óbidos.

Num requerimento entregue na Assembleia da República, os deputados Odete João, Basílio Horta e João Paulo Pedrosa questionaram a ministra da Agricultura e Ambiente se tem conhecimento da situação e se equaciona intervir para minimizar os efeitos da desflorestação.

Os socialistas afirmaram que o abate de árvores está a contribuir para o assoreamento da Lagoa, alertando que uma das preocupações com a preservação ambiental deste sistema lagunar consiste em garantir a sua ligação ao mar, através da aberta, para contribuir para a melhoria da qualidade da água e para a estabilização do cordão dunar.

Segundo os deputados, "o assoreamento não só reduz a área da lagoa como impede a ligação ao mar e, neste sentido, lembraram que as obras candidatas ao Quadro de Referência Estratégico Nacional no valor de 15,4 milhões de euros previam uma intervenção global em matéria de dragagens.

Os socialistas sublinharam que, apesar do investimento previsto, o abate de milhares de árvores está a contribuir para o assoreamento devido às áreas que vão sendo arrastadas sem a proteção do coberto vegetal, apesar de "muitas construções e o arranjo da sua envolvente não estarem a ser feitas", dando um "aspeto desértico a muitos dos hectares" aí existentes.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG